sessão sideral

MANIFESTO EM DEFESA DO ESPAÇO SIDERAL

Há um lugar em que o discurso político pré­-formatado não consegue chegar dominando de verdade; onde nenhuma tentativa de venda de ideias pode ir assim armando seu balcão sem licença; onde nenhuma catequização consegue entrar impunemente.

Esse lugar é a imaginação. E ninguém consegue pegar a imaginação principalmente quando ela mora no espaço sideral que é dentro­fora, que é o Cosmos que habita na criança que todos fomos. Imaginação é liberdade e o espaço sideral é seu território.

Não estamos falando das disneys goela abaixo e das doutrinações voltadas às crianças mundo a fora. Isso rola, óbvio. Mas falamos daquele lugarzinho dentro de cada um onde o sujeito pode imaginar que tudo é possível, inclusive mudar as realidades…

O mundo é grande, Sebastião, e cabe dentro da cabeça quando a cabeça ainda não é sequestrada pela eficiente máquina de formatar a vida e de limitar o pensamento.
É preciso preservar o espaço sideral.

O espaço sideral, ou o termo linguístico “spacing out”, convém às imagens daqueles que deliram além do horizonte. O lugar do imprevisível, o não delimitado, o inexplorado e, por consequência, o diferente. Esse distante, que pode ser um lugar geográfico, galáctico, ou mental, nos termos de maturidade da civilização em sua organização simulada e medíocre de escassez e labuta. Esse deslocamento linguístico ou sonoro desloca também aquele que o contempla. Estamos agora em vertigem. Como Yuri Gagarin, primeiro cabra a ficar em órbita e olhar de cima essa bola azul e maluca em que habitamos e destruimos rotineiramente.

O espaço sideral perturba a direita e a esquerda e ainda catuca o centro.
O espaço sideral é pura política.
O espaço sideral não deixa que a mente puramente cartesiana continue nos levando pra o caminho da escassez e da exploração.
O Cinema é o espaço sideral onde a gente pode brincar, navegando por galáxias e planetas que, no fundo no fundo, são espelhos de nós mesmos…

O espaço sideral pode nos salvar.
Viva o espaço sideral.
Vamos construir um foguete?

Abraços siderados,
Cineclube Mate Com Angu
12 anos lançando satélites

 

sessão sideral

Pra compartilhar pelaí

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.